Login
Password
Sources on this Page

> Headlines by Category

 Home / Regional / Africa / Angola

You are using the plain HTML view, switch to advanced view for a more complete experience.

Zimbabwe: Veteranos de guerra convocam manifestações contra Mugabe
Harare - A influente organização de veteranos da guerra de independência do Zimbabwe convocou nesta terça-feira a realização de manifestações para derrubar "imediatamente" o presidente Robert Mugabe do poder.,

"Toda a população deve abandonar o que estiver a fazer e seguir para a 'Casa Azul'", a residência privada do presidente do Zimbabwe, para que Mugabe "abandone o poder imediatamente", declarou à AFP o líder dos veteranos de guerra, Chris Mutsvangwa.

,
Irão diz que Estado Islâmico foi derrotado na Síria
Teerão - O presidente do Irão, Hassan Rohani, e o comandante dos Guardiães da Revolução, Qasem Soleimani, afirmaram hoje, terça-feira, que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) foi derrotado na Síria, informou EFE.,

Rohani agradeceu, em discurso pela TV, todas as forças militares e políticas envolvidas pelos "seus esforços para terminar com um grupo que só trouxe o mal, miséria, destruição e mortes".

Soleimani, comandante da Força Quds, presente na Síria, felicitou em mensagem o líder supremo do Irão, Ali Khamenei, pela "grande vitória" sobre o EI.

,
Rússia: Vladimir Putin e Donald Trump conversam hoje sobre a Síria
Moscovo - O Presidente russo, Vladimir Putin, prevê conversar hoje com o homólogo norte-americano, Donald Trump, sobre a Síria, na véspera de uma cimeira tripartida sobre o conflito, no sudoeste da Rússia, indicou o Kremlin, noticiou a Lusa. ,

Durante o encontro com o Presidente sírio, Bashar al-Assad, na noite de segunda-feira, em Sochi, Putin indicou que planeia realizar uma série de "consultas" com chefes de Estado.

"A partir de hoje [segunda-feira] está prevista uma conversa com o emir do Qatar, e hoje com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump", declarou Putin, de acordo com um comunicado do Kremlin.

Os Presidentes da Rússia, Irão e Turquia reunem-se na quarta-feira na estância balnear de Sochi para abordar os mais recentes desenvolvimentos na Síria e na região, onde os três países têm um papel importante.

A Rússia, o Irão e a Turquia patrocinaram o chamado Acordo de Astana, que visa reduzir a intensidade dos combates no terreno para criar as condições para um acordo político que ponha fim ao conflito na Síria, que fez mais de 300 mil mortos e milhões de deslocados desde que estalou em Março de 2011.

Ao abrigo desse acordo foram instauradas "zonas de distensão", nas quais é observado em princípio um cessar-fogo entre as forças do Governo e grupos rebeldes moderados.

A Rússia e o Irão são aliados do Presidente sírio, Bashar al-Assad, e a Turquia apoia os rebeldes que o combatem.

 

,
Irão diz que Estado Islâmico foi derrotado na Síria
Teerão - O presidente do Irão, Hassan Rohani, e o comandante dos Guardiães da Revolução, Qasem Soleimani, afirmaram hoje, terça-feira, que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) foi derrotado na Síria, informou EFE.,

Rohani agradeceu, em discurso pela TV, todas as forças militares e políticas envolvidas pelos "seus esforços para terminar com um grupo que só trouxe o mal, miséria, destruição e mortes".

Soleimani, comandante da Força Quds, presente na Síria, felicitou em mensagem o líder supremo do Irão, Ali Khamenei, pela "grande vitória" sobre o EI.

,
França: Polícia francesa apreende mais de uma tonelada de cocaína
Paris - Mais de uma tonelada de cocaína foi apreendida na região de Bordéus, no sudoeste francês, e 23 pessoas identificadas no domingo, durante uma vasta operação contra uma rede de tráfico de droga, noticiou a Lusa. ,



A informação foi confirmada na segunda-feira junto de várias fontes.

Entre aquelas 23 pessoas, estão vários italianos e turcos.

A droga era proveniente da Colômbia e foi encaminhada por avião e apreendida numa vivenda na estação balnear de Lacanau, no Departamento de Girona.

"A DEA (agência anti-droga dos EUA) participou na realização desta apreensão feita no quadro de uma investigação prolongada", especificou uma fonte conhecedora da operação.

A cocaína era destinada para o abastecimento da Europa, em particular de Espanha.

Em 2016, a polícia francesa apreendeu 8,5 toneladas de cocaína. Em junho último, 11 traficantes estrangeiros, entre os quais gregos, um moldavo, um iraquiano e um espanhol, foram interpelados numa praia das Landes, também no sudoeste, numa casa com 1,7 toneladas de cocaína.

Há quase um ano, a polícia francesa apreendeu num entreposto de uma zona industrial de Bayonne, nos Pirenéus Atlânticos, mais de uma tonelada de cocaína, com o valor comercial de 100 milhões de euros, bem como um milhão de euros em liquidez.

Esta droga foi encaminhada para França, até ao aeroporto de Biarritz, em avião privado proveniente da Colômbia. Na ocasião, foram acusadas 10 pessoas, das quais quatro colombianas, duas espanholas, duas holandesas, uma guatemalteca e outra francesa, domiciliada nos Países Baixos.

O preço médio do grama de cocaína é de 65 euros.

Esta droga chega a França por via aérea, através do arco das Caraíbas (Antilhas francesas, Venezuela) e África Ocidental, ou marítima, segundo a polícia francesa.

 

,
Rússia: Presidente russo encontrou-se com homólogo sírio em Sochi
Sochi - O Presidente russo, Vladimir Putin, encontrou-se na noite de segunda-feira com o homólogo sírio, Bashar al-Assad, na estância balnear de Sochi, no sudoeste da Rússia, anunciou hoje o Kremlin, citado pela Lusa. ,

"Vladimir Putin manteve conversações com o Presidente sírio, Bashar al-Assad, que se deslocou à Rússia para uma visita de trabalho", indicou o Kremlin em comunicado.

O encontro entre os dois líderes teve lugar nas vésperas de uma cimeira tripartida, entre a Rússia, Irão e Turquia, sobre a Síria.

Os Presidentes da Rússia, Irão e Turquia vão reunir-se na quarta-feira em Sochi para abordar os mais recentes desenvolvimentos na Síria e na região, onde os três países têm um papel importante.

A Rússia, o Irão e a Turquia patrocinaram o chamado Acordo de Astana, que visa reduzir a intensidade dos combates no terreno para criar as condições para um acordo político que ponha fim ao conflito na Síria, que fez mais de 300 mil mortos e milhões de deslocados desde que estalou em Março de 2011.

Ao abrigo desse acordo foram instauradas "zonas de distensão", nas quais é observado em princípio um cessar-fogo entre as forças do regime e grupos rebeldes moderados.

A Rússia e o Irão são aliados do Presidente sírio, Bashar al-Assad, e a Turquia apoia os rebeldes que o combatem.

Trata-se da segunda vez que Bashar al-Assad viaja para a Rússia para se encontrar com Putin no decorrer da guerra. A primeira foi em Outubro de 2015, pouco depois de Moscovo ter lançado a campanha militar na Síria para apoiar as forças de Al-Assad.

A visita de Al-Assad à Rússia, confirmada pelo seu gabinete através da rede social Facebook, tem lugar também apenas uma semana antes do reinício das conversações de paz, sob a égide da ONU, em Genebra.

 

,
Colômbia: Mais de 15 mil pessoas foram vítimas de violência sexual na Colômbia
Bogotá - Um total de 15 mil e 76 pessoas foram vítimas de violência sexual durante o conflito armado colombiano, entre 1958 e 2017, informou hoje o Centro Nacional de Memória Histórica (CNMH), citado pela Lusa.,

O estudo, publico hoje e intitulado "A Guerra Inscrita no Corpo", é o primeiro sobre a violência sexual na Colômbia, que abarca cinco décadas de conflito e constata que 91,6 por cento das 15.076 vítimas são mulheres.

Segundo o documento, os grupos paramilitares são os principais responsáveis pelos actos de violência, com 4 mil e 837 casos, que representam 32,2 por cento do total, e seguidos pelas guerrilhas, que acumulam 4 mil e 722 ataques, num total de 31,5 por cento.

Os dados do estudo são provenientes do Observatório da Memória e do Conflito do CNMH e do Instituto de Medicina Legal e Ciências Forenses.

O estudo refere que a violência sexual foi "exercida ininterruptamente durante todo o conflito armado", mas existem períodos mais críticos.

Entre 1997 e 2005 registaram-se mais de metade dos casos, um total de 8 mil e 242, com um pico de quase mil e 400 ataques só em 2002.

As mulheres, entre os 15 e os 19 anos, são as mais afectadas, segundo o estudo.

"As mulheres carregam nos seus corpos a memoria atroz de uma violência que deixou silencio e desilusão", conclui.

 

,
Agenda Africana
Luanda - O Desk África da redacção Internacional prevê noticiar nesta terça-feira, entre outros, os seguintes assuntos:,

Zimbabwe

Harare - O Parlamento deverá iniciar o processo destituição do presidente zimbabweano, Robert Mugabe. O dirigente, que está sob custódia do exército, rejeitou até agora a demitir-se apesar das pressões que recaem sobre si.

Moçambique

Maputo - Reinício do julgamento do caso do desvio de cerca de 170 milhões de meticais (2,3 milhões de euros) do Fundo de Desenvolvimento Agrário.

Maputo - Antigo primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, profere a palestra "Um olhar sobre Cabo Verde".

Guiné-Bissau

Bissau - Termina conferência "Parcerias para o Investimento".

Cabo Verde

Praia - Lançamento da campanha "Reforço da Redução da Mortalidade Materno-Infantil em África".

,
Zimbabwe: Mugabe manteve contacto com ex-vice-presidente zimbabweano
Harare - O presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, manteve contacto com o seu ex-vice-presidente, Emmerson Mnangagwa, que deverá regressar em breve ao país, anunciou segunda-feira o chefe das Forças Armadas que assumiram o controlo do país.,

Numa aparição na televisão estatal, o general Constantino Chiwenga manifestou-se "encorajado pelos novos desenvolvimentos da situação política zimbabweana". "Principalmente os contactos entre o presidente e o ex-vice-presidente, o camarada Emmerson Mnangagwa, que voltará em breve ao país".

O general também apelou à população que tenha calma e paciência diante da crise vigente.

"Nós, as forças de segurança e de defesa do Zimbabwe, pedimos aos zimbabweanos que fiquem calmos, pacientes e respeitem as leis do país".

Mugabe ignorou na segunda-feira o ultimato do seu partido para renunciar o cargo e encerrar assim o seu reinado e agora é ameaçado de destituição.

Depois de expulsá-lo do seu conselho director, o partido Zanu-PF lançou um ultimato até às 12H00 (hora local) para que renunciasse e avisou que poderia lançar nesta terça-feira um processo no Parlamento para retirá-lo da presidência.

Num discurso televisivo no domingo à noite, o chefe de Estado novamente ignorou as ameaças e recusou - ao contrário das expectativas - a renúncia do cargo.

Rodeado por militares que controlam o país e o impelem a deixar a presidência, Mugabe prometeu que presidirá o próximo congresso do partido no poder, apesar de ter sido expulso da direcção da formação.

,
Rússia: Vladimir Putin e Donald Trump conversam hoje sobre a Síria
Moscovo - O Presidente russo, Vladimir Putin, prevê conversar hoje com o homólogo norte-americano, Donald Trump, sobre a Síria, na véspera de uma cimeira tripartida sobre o conflito, no sudoeste da Rússia, indicou o Kremlin, noticiou a Lusa. ,

Durante o encontro com o Presidente sírio, Bashar al-Assad, na noite de segunda-feira, em Sochi, Putin indicou que planeia realizar uma série de "consultas" com chefes de Estado.

"A partir de hoje [segunda-feira] está prevista uma conversa com o emir do Qatar, e hoje com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump", declarou Putin, de acordo com um comunicado do Kremlin.

Os Presidentes da Rússia, Irão e Turquia reunem-se na quarta-feira na estância balnear de Sochi para abordar os mais recentes desenvolvimentos na Síria e na região, onde os três países têm um papel importante.

A Rússia, o Irão e a Turquia patrocinaram o chamado Acordo de Astana, que visa reduzir a intensidade dos combates no terreno para criar as condições para um acordo político que ponha fim ao conflito na Síria, que fez mais de 300 mil mortos e milhões de deslocados desde que estalou em Março de 2011.

Ao abrigo desse acordo foram instauradas "zonas de distensão", nas quais é observado em princípio um cessar-fogo entre as forças do Governo e grupos rebeldes moderados.

A Rússia e o Irão são aliados do Presidente sírio, Bashar al-Assad, e a Turquia apoia os rebeldes que o combatem.

 

,
Post Selected Items to:

Showing 10 items of about 10000

home  •   advertising  •   terms of service  •   privacy  •   about us  •   contact us  •   press release design by Popshop •   © 1999-2017 NewsKnowledge